Skip to content

A HISTÓRIA DO CHÁ

História

É uma das bebidas mais apreciadas em todo o mundo e uma presença obrigatória à mesa de milhões de famílias, com mais de mil milhões de chávenas a serem desfrutadas todos os dias. Sabia que o chá tem vindo a dar um ânimo refrescante a quem o consome há milhares de anos? Venha connosco numa pequena viagem pela história da bebida favorita do mundo inteiro.

UM COMEÇO MÍTICO

A origem do chá está em volta de mitos e muitas histórias. Dos imperadores chineses às princesas portuguesas, a história do chá é tão rica quanto o seu aroma. As referências mais antigas chegam-nos da China, onde a lenda conta que uma folha de chá caiu na água que estava a ser fervida para o Imperador Shen Nung, que achou o sabor agradavelmente refrescante. O imperador não sabia, mas estaria a criar a primeira chávena de chá. 

A NOVA PAIXÃO JAPONESA

Durante a Dinastia Tang, muitos anos mais tarde, que um estudioso budista japonês, tendo visitado a China, trouxe consigo sementes da planta do chá no seu regresso ao Japão. Não demoraria muito até que os japoneses se apaixonassem pela bebida e a integrassem na sua cultura, criando agora a famosa Cerimónia do Chá.

O CHÁ CHEGA À EUROPA

Enquanto isso, na Europa, foram os portugueses os primeiros a descobrir os prazeres do chá no regresso das suas viagens. Os missionários e comerciantes voltavam a casa trazendo chá como oferta, contudo foram os holandeses que viram nesta admirável folha um imenso potencial comercial. Nessa altura e durante muitos anos, a folha do chá era extraordinariamente cara, sendo acessível apenas aos membros da sociedade que pudessem pagar tal rara iguaria.

POR ÚLTIMO, MAS NÃO MENOS IMPORTANTE

Curiosamente os britânicos, conhecidos por serem obcecados por chá, não aderiram a bebê-lo assim que chegou à Europa. Foi preciso Dom Carlos II casar com Dona Catarina de Bragança (princesa portuguesa, conhecida apreciadora de chá) para que os britânicos reparassem nessa bebida quente e aromática. Tentando imitar a nova rainha, os britânicos adotaram então o costume de beber chá e nunca mais o abandonaram. 

CHÁ DAS CINCO?

O chá das cinco foi inventado por Anna Russell, a Duquesa de Bedford. A Duquesa gostava de petiscar entre refeições, em particular a meio da tarde, tendo-se apercebido que um lanche composto por uma chávena de Chá acompanhado por bolos ou sanduíches era um apetitoso hábito que merecia ser instituído. E assim nasceu o chá das cinco.

CHÁ DE CONTRABANDO 

Nas Ilhas Britânicas, os elevados preços do chá levaram ao crescimento do contrabando e do consumo ilegal de chá. Na verdade, durante o séc. XVIII, entrava no país mais chá contrabandeado do que importado legalmente. Só quando o governo decidiu descer as taxas alfandegárias e o nosso fundador Sir Thomas Lipton o tornou acessível a toda a gente, é que o chá se tornou a incontornável e popular bebida que é hoje.


ESTÁ NA SAQUETA

Curiosamente, foi um comerciante de Nova Iorque, Thomas Sullivan que inventou as saquetas de chá. Thomas Sullivan enviou aos seus clientes amostras de chá em pequenas saquetas de seda e os clientes presumiram que era suposto colocá-las nas chávenas de chá com água fervida. Funcionou na perfeição, e assim nasceu a saqueta de chá.

UM IMENSO OBRIGADO

Assim, da próxima vez que se juntar a nós para uma chávena de chá Lipton, lembre-se de brindar à longa lista de pessoas que fizeram do chá este maravilhoso ritual que nos une a todos. A todos, o nosso imenso agradecimento!